Procurador-geral escala promotor de Justiça para investigação do massacre de Suzano

Procurador-geral escala promotor de Justiça para investigação do massacre de Suzano

Gianpaolo Smanio, chefe do Ministério Público de São Paulo, designou Rafael Ribeiro do Val para acompanhar as apurações sobre a ação enlouquecida de dois atiradores que mataram oito dentro da escola

Paulo Roberto Netto

13 de março de 2019 | 18h23

O procurador-geral de Justiça, Gianpaolo Smanio, designou nesta quarta-feira, 13, o promotor de Justiça Rafael Ribeiro do Val para acompanhar as investigações sobre o massacre em uma escola de Suzano, na região metropolitana de São Paulo.

O ataque ocorreu por volta de 9h40 quando dois atiradores enlouquecidos invadiram a Escola Estadual Professor Raul Brasil e mataram oito, inclusive cinco alunos.

Segundo a Polícia, os dois se mataram ainda na escola.

De acordo com informações da Polícia Militar, os responsáveis pelo ataque mataram, antes, um comerciante instalado nas proximidades da escola.

Smanio considera ‘muito importante esclarecer qual a origem das armas utilizadas no ataque’.

Mais conteúdo sobre:

Suzano [SP]