Procon notifica Fórmula 1 em São Paulo para não restringir entrada de comidas e bebidas

Procon notifica Fórmula 1 em São Paulo para não restringir entrada de comidas e bebidas

Órgão de defesa do consumidor vai fiscalizar o evento para comprovar cumprimento da recomendação

Pedro Prata e Paulo Roberto Netto

14 de novembro de 2019 | 17h13

O Procon notificou a empresa promotora do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 para que não restrinja a entrada de bebidas e alimentos durante o evento.

A proibição consta no site do evento.

GP do Brasil de Fórmula 1 ocorre neste domingo, 17, no autódromo de Interlagos, em São Paulo. Foto: Paulo Whitaker/Reuters

O recomendado pelo Procon é que só podem ser proibidos alimentos cujas embalagens possam causar risco à segurança do consumidor.

A prática está prevista no artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor, diz o Procon. “Não permitir que as pessoas consumam alimentos comprados fora do evento sem justificativa compatível com o resguardo da segurança e saúde dos consumidores pode configurar prática abusiva.”

O órgão de defesa dos direitos do consumidor afirma que fiscalizará o cumprimento da recomendação no dia do evento, domingo, 17.

COM A PALAVRA, O GRANDE PRÊMIO BRASIL

A reportagem aguarda o posicionamento do GP de Fórmula 1. O espaço está aberto para manifestação. (pedro.prata@estadao.com)

Tudo o que sabemos sobre:

GP Brasil [Fórmula 1]Procon

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.