A prisão do ‘magnata do petróleo’ Eike ganha manchetes na imprensa internacional

A prisão do ‘magnata do petróleo’ Eike ganha manchetes na imprensa internacional

Alguns dos principais jornais de todo o mundo repercutem intensamente a queda do 'garoto propaganda' do capitalismo brasileiro e sua polêmica trajetória nos negócios

Redação

31 de janeiro de 2017 | 10h20

A prisão do empresário Eike Batista pela Polícia Federal ao desembarcar no Rio nesta segunda-feira, 30, repercutiu intensamente na imprensa internacional. Apontado como um ‘magnata do petróleo’, Eike e sua polêmica trajetória nos negócios e relações com políticos, sobretudo o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) – preso na Operação Lava Jato – foram destacados pelas publicações estrangeiras.

The New York Times informou que ele chegou a ficar detido por um tempo em um dos presídios mais lotados do País, o Ary Franco, no Rio, e relembrou a trajetória do empresário. “Sua ascenção simbolizava um país em desenvolvimento que parecia ter conseguido combinar empreendedorismo privado com justiça social e que surfava nos altos preços das commodities.”

prisaoeike6prisaoeike5prisaoeike4prisaoeike3prisaoeike2prisaoeike1

O jornal cravou que a queda de Eike começou quando suas petrolíferas começaram a produzir muito menos que o esperado, causando desconfiança no mercado, e fez um paralelo com a crise econômica no Brasil, que já dura três anos.

Já The Wall Street Journal afirmou que a prisão do ‘garoto propaganda’ do capitalismo brasileiro causou grande repercussão no País.

Tudo o que sabemos sobre:

Eike BatistaOperação Eficiência

Tendências: