Primeira empresa aérea internacional chega ao ‘consumidor.gov.br’

Primeira empresa aérea internacional chega ao ‘consumidor.gov.br’

Alemã Lufthansa decidiu aderir à plataforma de solução de conflitos de consumo do Ministério da Justiça

Luiz Vassallo e Julia Affonso

26 de abril de 2017 | 18h22

Foto: José Patrício/Estadão

A primeira empresa aérea internacional acaba de aderir ao consumidor.gov.br, plataforma de solução de conflitos de consumo do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Agora, os consumidores que tiverem algum problema com a empresa alemã Lufthansa poderão registrar a reclamação na plataforma que tem índices de solução de 80% e prazo médio de resposta de 7 dias. Além da Lufthansa, outras empresas internacionais estudam a adesão ao consumidor.gov.br, o que deve ocorrer em breve.

O advogado Arthur Rollo, secretário-nacional do Consumidor, aponta o que chama de ‘amadurecimento e maior conscientização dos consumidores brasileiros diante das tentativas de resolução de conflitos com empresas’.

Nesta quarta-feira, 26, ao visitar a Fundação Procon de São Paulo, o secretário destacou. “O consumidor está mais consciente dos seus direitos, e isso reflete no trabalho de todos os Procons disseminados pelo País.”

Rollo fez um alerta. “Ainda há empresas que aproveitam da fraqueza dos consumidores.”

Arthur defendeu a ampliação da rede de Procons municipais e a integração ao Sistema Nacional de Defesa do Consumidor.

O secretário ressaltou a importância do consumidor.gov.br, plataforma de autocomposição de conflitos entre consumidores e empresas. A ideia é evitar o acúmulo de processos judiciais. “Já alcançamos o índice de resolução de 80% dos problemas. O melhor caminho é tentar uma solução amigável com as empresas”, ressaltou.

Tudo o que sabemos sobre:

consumidor.gov.brlufthansa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: