Presidentes estaduais da OAB querem ‘afastamento imediato’ de Cunha e Delcídio

Presidentes estaduais da OAB querem ‘afastamento imediato’ de Cunha e Delcídio

Marcos da Costa, líder da Ordem dos Advogados do Brasil em São Paulo, sugeriu em reunião com seus pares nesta terça, 1, que Advocacia se mobilize pela cassação do presidente da Câmara e do ex-líder do Governo no Senado

Fausto Macedo e Julia Affonso

01 de dezembro de 2015 | 15h37

Marcos da Costa. Foto: Divulgação

Marcos da Costa. Foto: Divulgação

Em uma reunião entre os presidentes estaduais da Ordem dos Advogados do Brasil, realizada na manhã desta terça-feira, 1, o presidente da entidade em São Paulo, Marcos da Costa, pediu que a OAB Nacional entre em ação pelo ‘afastamento imediato, além da cassação’ do deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ) e do senador Delcídio Amaral (PT/MS).

“É de meridiana clareza que o indigitado parlamentar (Eduardo Cunha) perdeu as condições exigidas para o exercício do cargo de presidente da Casa Legislativa e de deputado federal, em razão igualmente de fatos envolvendo sua conduta pessoal, que atingem o decoro parlamentar e a moralidade que orientam os atos do administrador público”, disse Marcos da Costa.

[veja_tambem]

Os presidentes estaduais acataram a sugestão de Marcos da Costa. Segundo a OAB em São Paulo, na tarde desta terça o Conselho Federal da Ordem vai deliberar sobre o tema.

“Como é de público conhecimento, o senador (Delcídio Amaral) encontra-se preso preventivamente acusado por fatos de extrema gravidade, os quais configuram, em tese, crime contra a administração da Justiça”, sustentou.

O Presidente da OAB-SP pediu que seja feita representação ao senador Renan Calheiros, autoridade competente para promover as medidas. “Rogo imediata atuação deste Conselho Federal da OAB, no sentido de representar ao Senado Federal e à Câmara dos Deputados, instando-lhes a que promovam os procedimentos administrativos cabíveis em razão dos fatos de notório e público conhecimento envolvendo os indigitados membros do Poder Legislativo, que se revestem de extrema gravidade e que são impeditivos da continuidade do exercício de seus mandatos junto às Casas do Congresso Nacional”, afirmou.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Marcos da CostaOABOAB/SP

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.