Presidente do STJ diz a ministros que não ficou perto de Alcolumbre infectado com coronavírus

Presidente do STJ diz a ministros que não ficou perto de Alcolumbre infectado com coronavírus

Ministro João Otávio Noronha anunciou que não tem sintomas de coronavírus, mas vai ficar em isolamento espontâneo, em casa

Luiz Vassallo

18 de março de 2020 | 20h04

Ministro João Otávio de Noronha. FOTO: DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio de Noronha, afirmou, nesta quarta-feira, 18, que não ficou perto do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), durante reunião com autoridades do Judiciário. O magistrado ainda afirma não ter sintomas de coronavírus, mas anunciou que ficará em isolamento espontâneo em casa. Também relatou que os integrantes da reunião não apertaram as mãos.

Em mensagem aos demais ministros, Noronha afirmou que ‘na última segunda-feira, participou de uma reunião no STF na qual esteve o Presidente do Senado, Davi Alcolumbre’. “Os presentes na reunião não se cumprimentaram e o Ministro Noronha não se sentou próximo dele”.

“A reunião se realizou com a presença do Ministro da Justiça, do Presidente do STF, além de sete Ministros do Supremo, do Presidente do TST, do Procurador Geral da República, do Advogado-Geral da União e do Ministro da Saúde”, diz o ministro.

Noronha afirma ‘que está em isolamento espontâneo em sua residência desde hoje pela manhã e sem sintomas de gripe’. A nota é assinada pela cerimonial do STJ, Aline Gurgel.

Alcolumbre participou de diversas reuniões nos últimos dias. Nesta quarta, 18, anunciou que seu exame para coronavírus deu positivo. Na segunda-feira, esteve ao lado do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em encontro na Corte para tratar das medidas de combate à epidemia.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.