Presa, Lidiane passa noite em alojamento com ar condicionado

Presa, Lidiane passa noite em alojamento com ar condicionado

Julia Affonso, Ricardo Brandt e Fausto Macedo

29 de setembro de 2015 | 10h35

Lidiane Rocha se entregou à PF após 39 dias foragida. Foto: Diego Chaves/OIMP/D.A Press

Lidiane Rocha se entregou à PF após 39 dias foragida. Foto: Diego Chaves/OIMP/D.A Press

A ex-prefeita de Bom Jardim (MA) Lidiane Rocha passou a primeira noite presa em um alojamento do Corpo de Bombeiros com ar condicionado. Lidiane, suspeita de fraudes em licitação de merenda escolar, se entregou à Polícia Federal no início da tarde desta segunda-feira, 28, após 39 dias foragida. Ela prestou depoimento por volta das 18h e foi transferida para um quartel dos bombeiros próximo ao centro de São Luís.

O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto Araujo, afirmou que não há celas para mulheres no quartel. Por isso, Lidiane está em um alojamento com duas camas de solteiro e uma porte de vidro e ferro. Segundo ele, foram retirados frigobar e televisão do local, ficando apenas um ar condicionado.

[veja_tambem]

A prisão de Lidiane no Corpo de Bombeiros quase foi mudada na madrugada desta terça-feira, 29. Por volta das 3h, o Tribunal de Justiça do Maranhão determinou que Lidiane Rocha ficasse presa no Corpo de Bombeiros. Mais cedo, a juíza Ana Maria Vieira, da 1ª Vara de Execuções Penais de São Luís e Corregedora dos Presídios, havia determinado a transferência imediata da ex-prefeita de Bom Jardim para a Penitenciária Feminina de Pedrinhas. Esta decisão foi suspensa pelo juiz José Magno Linhares, da 2ª Vara da Justiça Federal.

Vaidosa, 25 anos, a ex-chefe do Executivo de Bom Jardim exibia nas redes sociais imagens de uma vida de alto padrão para uma cidade à beira da miséria, com um dos menores IDHs do Brasil. Carros de luxo, festas e preocupação com a beleza, o que inclui até cirurgia plástica, marcam o dia a dia da moça que, conforme seu registro na Justiça eleitoral, candidatou-se pela coligação ‘A esperança do povo’, com ensino fundamental completo e ocupação declarada ‘estudante, bolsista, estagiário e assemelhados.

Bom Jardim fica a cerca de 275 quilômetros da capital São Luís. A cidade tem 40 mil habitantes.

A prefeita foi cassada pela Câmara de Bom Jardim no dia 4 de setembro. Ela é suspeita de desvios de verbas da merenda escolar. Indiciada pela PF, Lidiane vai responder pelos crimes de peculato, associação criminosa e fraude à licitação.

Tudo o que sabemos sobre:

Lidiane RochaMaranhão

Tendências: