Preocupação ética deve nortear reforma política, diz presidente do TRE/SP

Preocupação ética deve nortear reforma política, diz presidente do TRE/SP

Desembargador Mathias Coltro participou de mesa de debate sobre o tema 'Eleições e Tecnologia: lições de 2014 e desafios para 2016'

Redação

09 de setembro de 2015 | 18h18

Presidente Mathias Coltro. Foto: Paulo Liebert/AE

Presidente Mathias Coltro (à direita). Foto: Paulo Liebert/AE

Por Julia Affonso

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), desembargador Antônio Carlos Mathias Coltro, declarou que a ‘preocupação ética’ deve nortear as reformas política e eleitoral. Mathias Coltro participou, na noite desta terça-feira, 8, de uma mesa de debate sobre o tema “Eleições e Tecnologia: lições de 2014 e desafios para 2016”.

As informações foram divulgadas no site do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo. O TRE de São Paulo é a maior Corte eleitoral do País. Sob sua jurisdição estão cerca de 32 milhões de eleitores em todo o Estado.

Segundo o desembargador, há preocupação da Justiça Eleitoral no tocante à melhoria e regulamentação de um novo sistema e o princípio ético é que deve ser levado em conta. Mediado pelo jornalista Iuri Pitta, do Estadão, o debate contou, ainda, com a presença dos professores da Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV/Direito) Eduardo Muylaert e Silvio Meira e com o colunista José Roberto de Toledo, que refletiram sobre a influência da tecnologia nas campanhas eleitorais e como as novas mídias sociais têm afetado as eleições.

Tudo o que sabemos sobre:

Antônio Carlos Mathias ColtroTRE-SP

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.