Porsche de doleira da Lava Jato é leiloado por R$ 206 mil

Porsche de doleira da Lava Jato é leiloado por R$ 206 mil

Carro é o primeiro bem apreendido na Operação a ser leiloado; veja galeria de fotos

Redação

23 de março de 2015 | 15h45

Porsche de Nelma Kodama. Foto: Reprodução

Porsche de Nelma Kodama. Foto: Reprodução

Por Julia Affonso, Fausto Macedo e Ricardo Brandt

O Porsche branco que pertencia à doleira Nelma Kodama foi arrematado nesta segunda-feira, 23, por R$ 206 mil, em leilão feito pela Justiça Federal no Paraná, o primeiro de um bem apreendido na Operação Lava Jato. O carro, avaliado em R$ 200 mil, foi disputado por três pessoas. O novo proprietário é de Curitiba.

Nelma Kodama foi denunciada pela Procuradoria e condenada por organização criminosa, crimes financeiros e de lavagem de dinheiro. Na madrugada de 15 de março de 2014, dois dias antes do estouro da Lava Jato, Nelma foi presa em flagrante no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos/Cumbica, tentando embarcar para Milão, na Itália, com 200 mil euros escondidos na calcinha.

O objetivo da força-tarefa do MPF que atua na operação Lava Jato é pedir a alienação antecipada de todos os bens apreendidos que estão sujeitos à depreciação durante o trâmite dos processos.A realização de leilão de bens apreendidos antes do fim do processo criminal é conhecida como alienação antecipada. O objetivo é preservar o valor econômico do bem que está sujeito à deterioração e à consequente perda de valor.

Tudo o que sabemos sobre:

Nelma Kodamaoperação Lava JatoPorsche

publicidade

publicidade