Por que Moro mandou prender Léo Pinheiro outra vez

Por que Moro mandou prender Léo Pinheiro outra vez

Leia o despacho do juiz da Lava Jato, que mandou o ex-presidente da OAS para a cadeia pela segunda vez

Fausto Macedo, Julia Affonso e Ricardo Brandt

05 de setembro de 2016 | 10h08

Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, preso pela Lava Jato

Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, preso pela Lava Jato

O juiz federal Sérgio Moro, dos processos da Operação Lava Jato em primeira instância, em Curitiba, mandou prender pela segunda vez o ex–presidente da OAS José Aldemário Pinheiro, o Léo Pinheiro, no dia 2. O empresário, que negociava delação premiada, é acusado de obstrução às investigações.

Segundo Moro, há “fatos e provas supervenientes de que a investigação, a instrução dos inquéritos e ações penais pendentes perante este Juízo e quiçá perante o Egrégio Supremo Tribunal Federal, bem como a regular e eventual responsabilização do acusado pelos crimes em apuração no esquema criminoso que vitimou  a Petrobrás, encontram-se em risco”.

MANDADO PRISÃO LEO

Tudo o que sabemos sobre:

operação Lava Jato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.