Por que a aposta agora é em energia solar?

Por que a aposta agora é em energia solar?

Entenda os motivos pelos quais este se tornou um dos investimentos mais procurados por fundos em todo o mundo

Javier Reclusa*

23 de julho de 2021 | 04h30

Javier Reclusa. FOTO: DIVULGAÇÃO

Soluções de eficiência energética nunca estiveram tão em alta. Com a urgência pelo combate às mudanças climáticas e o compromisso mundial de redução abrupta das emissões de carbono em todo o mundo, as energias renováveis ganharam destaque e a atenção dos principais líderes e empresas do mundo, além é claro, dos fundos de investimentos.

Dentre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 feita pela Organização das Nações Unidas (ONU), há o objetivo de assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia limpa para todos. Essa meta, em conjunto com o momento social enfrentado atualmente, tem chamado mais a atenção das pessoas, levando-as a se questionarem se o investimento em energia solar fotovoltaica é realmente vantajoso.

A resposta é sim. É benéfico, e não apenas pelos ODS, mas também para o seu bolso, sendo o que chamamos de um investimento inteligente. Isso é, visto sob o ponto de vista analítico, levando em consideração as ações, estratégias, técnicas e tecnologias disponíveis no mercado e a perspectiva de rendimento futuro, é possível afirmar que esta fonte de energia proverá um investimento final seguro.

Resultados atuais e expectativas para o futuro

Uma pesquisa do Global Solar Council mostrou que o cenário pós-pandêmico é altamente favorável para a energia solar. O conselho formado por associações do setor apontou ainda para um importante impulso vindo da China, que só em 2020 instalou mais de 48,2 GW dessa fonte de energia. Além disso, há expectativas para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2021, também conhecida como COP 26, para que haja um esforço político ainda maior em direção à transição para energia limpa mundial, sendo esperado grandes investimentos para essa causa.

Na América Latina e do Sul, outro bloco em ascensão na implantação de energia solar, a fonte trouxe ao Brasil R$ 15,9 bilhões em novos investimentos e mais de 99 mil novos empregos em 2020, segundo o levantamento feito pela International Energy Agency Photovoltaic Power Systems Programme (IEA PVPS). Sem contar que até 2050, há uma expectativa de que mais de 139 bilhões sejam investidos, gerando mais de 1 milhão de novos empregos no país. Quando o assunto é economia de recursos e desenvolvimento econômico sustentável, a energia solar não pode ser deixada de lado.

O estudo ainda mostra que o país alcançou a 9ª posição no ranking mundial de “potência adicionada anual da fonte solar fotovoltaica”, sendo que desde 2012 até o final do ano de 2020, o Brasil acumulou R$ 42,1 bilhões em investimentos na fonte solar fotovoltaica, gerando mais de 236 mil empregos acumulados.

No relatório mais recente feito pela consultoria britânica Wood Mackenzie, que traz os dados de mercado consolidados de 2020, mostra que apesar da pandemia do Covid-19, o mercado mundial de rastreadores fotovoltaicos cresceu de 35 GW para 44 GW neste ano, o que representa um grande aumento no volume e interesse das pessoas sobre esta fonte. 

Panorama dos motivos

É fato que o custo da geração de energia solar caiu nos últimos anos, de acordo com a consultoria britânica Wood Mackenzie, o preço de venda médio dos trackers teve uma queda de 5.0% desde 2019, o que deve permanecer em queda até 2025. Isso somado ao seu baixo custo em relação ao tempo de vida útil, ganho de energia gerada, instalação simples, baixa necessidade de manutenção, sem contar que estará deixando de contribuir para as emissões de poluentes e gases de efeito estufa faz com que essa fonte tenha um ótimo custo-benefício e um retorno sobre investimento – também conhecido pela sigla ROI, em inglês, – muito vantajoso.

Colocando de uma forma mais simples, é um investimento válido por uma série de motivos:

  • É econômico

Este é o motivo que levou milhares de pessoas a apostarem na energia solar: a economia, o custo-benefício. Quando se opta por essa tecnologia, a empresa considera a região em que será instalada a usina para que se possa gerar o máximo de energia possível, pois fatores como o clima e o solo influenciam na captação. Com essa avaliação feita, é possível conseguir uma redução de 50% no custo da energia consumida e uma economia anual de até 80% nas despesas, por no mínimo 25 anos, que é o período médio de durabilidade de painéis solares, rastreadores e seus equipamentos.

  • Tem proteção contra a inflação

Outra grande vantagem econômica que a instalação de energia solar proporciona é a proteção contra a inflação energética. No Brasil, por exemplo, com a crise no setor elétrico os preços dispararam. De acordo com uma pesquisa do Instituto Ilumina, a inflação no preço da energia elétrica entre 1995 a 2015 foi 50% maior que a do IPCA no mesmo período. Assim, a fonte solar acaba sendo imune às variações econômicas dos países.

  • Será cada vez mais valorizada

Essa é uma tendência que já implica para toda a sociedade. Uma pesquisa conduzida pelo Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, no estado americano da Califórnia, comprovou que as pessoas estariam dispostas a pagar 15 mil dólares a mais apenas por uma casa com placas solares instaladas do que uma sem. Assim, não importa o tamanho do espaço em que essa tecnologia for aplicada, seja uma casa ou ainda locais maiores, o estudo mostra que essa fonte enriquece o lugar de onde está sendo produzida, o que consequentemente, será melhor avaliado futuramente.

  • É sustentável

O sol é uma fonte de energia renovável, mas não qualquer uma, é a maior disponível para as pessoas. Por ter esse grande potencial, somada a sua sustentabilidade, é que a tecnologia de geração solar fotovoltaica se espalha mais do que qualquer outra hoje no mundo. A transformação da luz do sol em energia, que acontece no interior das células fotovoltaicas de uma placa solar e a captação é otimizada com o uso dos trackers. Ainda considerando a questão do aquecimento global e a finitude dos recursos naturais, hoje, mais do que nunca, os consumidores demandam soluções sustentáveis e produtos ecologicamente corretos das empresas.

  • Return on Investment, ROI

Como já dito anteriormente, esses pontos citados só fazem com que esta tecnologia seja um investimento inteligente, contudo também já é comprovado que é possível reaver em até 10 vezes o valor investido no seu sistema. Ao instalar o sistema solar, além de estar utilizando de uma energia limpa, todo o valor investido terá um retorno mensal durante os mais de 25 anos de vida útil do seu sistema, um prazo muito maior do que o necessário para receber o valor investido e lucrar com o tempo restante.

Todo esse panorama de razões, com resultados atuais e ótimas expectativas para o futuro, fica claro que esta fonte de energia só cresce e ainda tende a aumentar. Já há diversos países favoráveis à regulamentação para a energia solar distribuída, o que ajuda muito as pessoas, seja do setor ou não, e também ao mundo de forma geral, contribuindo para os ODS elaborados pela Organização das Nações Unidas (ONU).

*Javier Reclusa, CEO da STI Norland 

Tudo o que sabemos sobre:

Artigoenergia solar

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.