Policial comete suicídio após atirar em jovens confundidos com assaltantes

Policial comete suicídio após atirar em jovens confundidos com assaltantes

O agente da Polícia Civil do Amapá Jorge Henrique Banha Picanço disparou contra a própria cabeça nesta sexta-feira, 7; um jovem de 21 anos morreu no local e o outro, filho de outro policial, foi encaminhado para tratamento médico

Luiz Vassallo

07 Julho 2018 | 14h26

Foto: Pixabay

O agente da Polícia Civil do Amapá Jorge Henrique Banha Picanço cometeu suicídio nesta sexta-feira, 6, após efetuar disparos contra três pessoas e descobrir, em seguida, que havia confundido duas delas com assaltantes. Uma das vítimas, de 21 anos, morreu no local e outras duas ficaram feridas. O caso foi revelado pela TV Globo e confirmado pelo Estado.

+ Policiais civis reclamam de falhas com radiocomunicadores

Neste sábado, o delegado-geral da Polícia Civil, Antônio Uberlândio de Azevedo Gomes, afirmou, por meio de nota, ‘externar o mais profundo lamento e pesar pelo falecimento do Agente de Polícia Jorge Henrique Banha Picanço e Ronald Willian Souza de Oliveira’, jovem morto pelo policial.

+ Polícia resgata mais de cem cães de canil clandestino em São Paulo

“Prestamos condolências aos familiares e amigos enlutados pela irreparável perda ocorrida”, diz a nota.

+ Perícia encontra DNA de suspeito em unhas de Vitória, diz polícia

O agente viu os dois jovens em um carro e pensou que eles estavam assaltando um estabelecimento no centro de Macapá, segundo a Polícia Civil.

+ Ouvidoria pede esclarecimentos sobre omissão de ocorrência por PMs no interior de SP

De acordo com informações da Polícia Civil, um dos atingidos é filho de um policial civil. Após ter levado três tiros no peito, ele foi levado para o hospital.

Outro disparo atingiu, de raspão, uma mulher, dona do comércio.

Após descobrir que os dois jovens não eram assaltantes, ele disparou contra a própria cabeça, segundo informou a Polícia.

Os velórios do policial Jorge Henrique Banha Picanço e de Ronald Willian Souza de Oliveira ocorrem neste sábado, 7.

COM A PALAVRA, O COMANDANTE-GERAL DA POLÍCIA DO AMAPÁ, ANTÔNIO UBERLÂNDIO DE AZEVEDO GOMES

A Polícia Civil do Estado do Amapá, em nome de todos os seus servidores, vem a público externar o mais profundo lamento e pesar pelo falecimento do Agente de Polícia Jorge Henrique Banha Picanço e Ronald Willian Souza de Oliveira, onde prestamos condolências aos familiares e amigos enlutados pela irreparável perda ocorrida.

Que o Senhor possa consolar nossos corações nesse momento muito difícil.

Mais conteúdo sobre:

Amapá [AP]Polícia Civil