Policiais Federais dizem que é ‘intolerável’ facada em Bolsonaro

Federação Nacional da categoria afirma que investigações já se iniciaram para 'apurar as circunstâncias em que o ato violento ocorreu'

Redação

06 Setembro 2018 | 18h03

A Federação Nacional dos Policiais Federais afirmou, por meio de nota, ‘repudiar’ o ‘ataque sofrido na tarde desta quinta-feira (6) pelo candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro’.

Na tarde desta quinta-feira, 6, ele foi preso em flagrante após ele ter atacado com uma faca o candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, que estava em campanha no centro de Juiz de Fora (MG).O candidato passa por cirurgia.

“Na avaliação da diretoria da entidade e de seus representados, é intolerável que diferenças políticas sirvam de pretexto à violência e à antidemocracia”, afirma.

De acordo com a Fenapef, a ‘Polícia Federal, responsável pela segurança dos candidatos à Presidência, prendeu o responsável em flagrante e já iniciou as investigações para apurar as circunstâncias em que o ato violento ocorreu’.

“A Fenapef reafirma seu engajamento com a democracia e com o pluralismo político, direitos fundamentais de todos os brasileiros. O momento pede reflexão e serenidade à sociedade e às militâncias políticas. Só a tolerância e a união nos farão avançar”, conclui.