Polícia prende quatro por furto de oito carros de luxo em garagens ‘fake’ perto do Allianz Parque

Polícia prende quatro por furto de oito carros de luxo em garagens ‘fake’ perto do Allianz Parque

Agentes do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa da Polícia Civil de São Paulo foram às ruas nesta segunda-feira, 25, para cumprir cinco mandados de prisão temporária e seis ordens de busca e apreensão; um automóvel foi recuperado durante as diligências

Redação

25 de abril de 2022 | 14h20

Estacionamento. Imagem ilustrativa. Foto: Pixabay

Agentes do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa da Polícia Civil de São Paulo prenderam, na manhã desta segunda-feira, 25, quatro homens supostamente envolvidos nos furtos de oito veículos com a montagem de estacionamentos falsos próximos ao estádio Allianz Parque, no início do mês.

A Justiça estadual autorizou o cumprimento de cinco mandados de prisão temporária, além de emitir ordens de busca e apreensão para seis endereços. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, um automóvel foi recuperado durante as diligências.

O delegado Jorge Carlos Carrasco, titular da 3º Delegacia de Proteção à Pessoa, aponta que a investigação agora passará à fase de interrogatórios, para verificar se há mais envolvidos no esquema, esclarecer as motivações do crime e ainda localizar outros veículos furtados.

A Polícia Civil aponta que o grupo montou dois estacionamentos falsos em endereços diferentes do bairro da Água Branca, na capital paulista.

Segundo a corporação, no dia em que o Allianz Parque recebia a final do Campeonato paulista, com o embate entre Palmeiras e São Paulo – 3 de abril -, os suspeitos furtaram dois veículos de luxo. Dois dias depois, durante show da banda Maroon 5, seis carros de alto valor foram subtraídos com o mesmo esquema.

A Polícia diz ter identificado cinco indivíduos que ‘atuaram diretamente’ nos dois eventos criminosos a partir de uma denúncia. Os investigadores relataram que uma pessoa compareceu pessoalmente à delegacia e informou que tinha informações sobre os crimes.

Ao solicitar à Justiça a expedição dos mandados de prisão contra os cinco suspeitos – quatro já capturados – a Polícia apontou ‘iminência’ de os investigados voltarem a cometer os mesmos delitos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.