Polícia prende ‘Comendador’

Polícia prende ‘Comendador’

Apontado como o 'rei do jogo do bicho' em Mato Grosso, João Arcanjo Ribeiro foi detido em Cuiabá na Operação Mantus, da Polícia Civil; no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos/Cumbica, a PF prendeu o genro dele, Giovanni Zem Rodrigues

Pepita Ortega e Julia Affonso

29 de maio de 2019 | 12h33

Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil prendeu nesta quarta, 29, em Cuiabá, João Arcanjo Ribeiro, o ‘Comendador’, apontado como o rei do jogo do bicho em Mato Grosso e alvo maior da Operação Mantus, deflagrada contra esquema de lavagem de dinheiro e crime organizado. Na casa de Arcanjo, que já cumpriu pena de 14 anos e 9 meses de reclusão, os agentes encontraram R$ 201 mil em dinheiro vivo.

Também foi preso o genro dele, Giovanni Zem Rodrigues, localizado pela Polícia Federal ao desembarcar no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos/Cumbica.

Giovanni Zem Rodrigues, genro do ‘Comendador’. Foto: Polícia Civil

Giovanni Zem Rodrigues, genro do ‘Comendador’. Foto: Polícia Civil

A Operação Mantus, desencadeada por ordem do juiz Jorge Luiz Tadeu, da 7.ª Vara Criminal de Cuiabá, cumpre 30 mandados de buscas e 33 de prisão. Estão mobilizados policiais da Delegacia de Fazenda e Crimes contra a Administração Pública e da Gerência de Combate ao Crime Organizado.

‘Comendador’, que está na mira da Polícia, do Ministério Público e da Justiça desde os anos 1980, e o genro Zem seriam os líderes de uma organização para o jogo ilegal e lavagem de dinheiro.

Mansão de um dos suspeitos presos. Foto: Polícia Civil

Alertada pelos Coordenadores da Operação Mantus – ‘Deus do mundo dos mortos’, na mitologia etrusca -, a PF prendeu Zem, de 44 anos, em Cumbica. Segundo a PF ele ouviu voz de prisão ainda no assento do avião que o trouxe a São Paulo e não resistiu.

Tudo o que sabemos sobre:

Polícia CivilJogo do bicho

Tendências: