Polícia pega ex-prefeito fujão no forro de casa

Polícia pega ex-prefeito fujão no forro de casa

Gilberto Dranka (PSD) é acusado de mandar matar prefeito eleito de Piên, na região metropolitana de Curitiba

Fausto Macedo e Mateus Coutinho

31 de janeiro de 2017 | 15h05

A Polícia Civil do Paraná prendeu na manhã desta terça-feira, 31, o ex-prefeito do município de Piên, Gilberto Dranka (PSD), acusado de mandar matar o prefeito eleito Loir Dreveck (PMDB). Ao perceber o cerco dos agentes do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), Dranka tentou se esconder no forro de sua casa em Piên, na região metropolitana de Curitiba,. A Polícia filmou dois momentos da prisão. O primeiro quando o fujão, de calções azuis, desce do forro por uma escada. Depois, quando é algemado deitado.

Segundo a investigação, Dreveck foi emboscado em dezembro por um homem que pilotava uma moto. O prefeito viajava com a família para Santa Catarina.

A Justiça expediu catorze mandados, três deles de prisão temporária, outros três de condução coercitiva e, ainda, oito de buscas. Dranka é alvo de prisão temporária por oito dias. A Polícia não divulgou o motivo do crime.

Quando Dreveck foi executado, Dranka declarou. “é uma grande perda para o nosso município.” Ele cobrou investigação para identificar ‘o autor dessa barbárie’ e prestou condolências à família do político morto.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa do ex-prefeito preso no forro de casa.

Tendências: