Polícia investiga alunos da Veterinária por maus-tratos a uma galinha

Polícia investiga alunos da Veterinária por maus-tratos a uma galinha

Três jovens aparecem em vídeo a bordo de um carro em Itapeva, interior de São Paulo, enquanto um deles segura a ave para fora da janela e enfia a cabeça da penosa sob as asas; ONG protetora de animais acionou Polícia Civil para apurar o caso; estudantes pedem desculpas pela crueldade

Pedro Prata

21 de novembro de 2019 | 16h15

A Polícia Civil de Itapeva, no interior de São Paulo, recebeu denúncia contra três alunos de Veterinária que divulgaram um vídeo em que aparecem cometendo maus-tratos a uma galinha, na terça, 19.

No vídeo, os jovens aparecem a bordo de um carro. Um deles segura a ave para fora da janela. Em seguida, enfia a cabeça da penosa sob as asas e a sacode no ar.

Itapeva, com 95 mil habitantes, fica a 200 quilômetros de São Paulo.

A delegacia seccional da Polícia Civil informou que a ONG AAIPA (Associação dos Amigos Itapevenses Protetores dos Animais) Itapeva fez a denúncia.

ONG apresentou a denúncia na Delegacia de Polícia de Itapeva. Foto: AAIPA Itapeva/Divulgação

“A autoria (dos maus tratos) está sendo determinada para, então, abrir uma investigação”, disse um policial.

Por meio de nota, a Faculdade Itapeva informou que os jovens são alunos do curso de Veterinária e que não tiveram a intenção de maltratar a galinha.

Faculdade de Itapeva não comentou quais foram as medidas punitivas adotadas. Foto: FAIT/Reprodução

“As medidas punitivas foram tomadas pela imagem publicada que levaram a essa interpretação.”

Após a repercussão negativa do gesto, os três jovens gravaram outro vídeo em que pedem desculpas públicas. Um deles segura uma ave, que seria a vítima da malvadeza. Ao final, ela é solta e escapa lépida.

Os estudantes afirmam que não tinham a intenção de causar ‘nenhum dano’ e afirmam que a ave não sofreu nenhuma lesão.

Tudo o que sabemos sobre:

Polícia CivilItapeva [SP]

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: