Polícia Federal representa o Brasil na Assembleia Geral da Interpol

Polícia Federal representa o Brasil na Assembleia Geral da Interpol

O evento reuniu 830 autoridades policiais de 163 países para discutir o combate conjunto aos crimes cibernéticos, terrorismo global e cooperação policial internacional

Fabio Serapião, de Brasília

10 de novembro de 2016 | 14h05

Delegado Rogério Galloro

O diretor-executivo da Polícia Federal Rogério Galloro representou o Brasil e a instituição na 85ª Assembleia Geral da Interpol, realizada entre os dias 7 e 10 de novembro em Bali, Indonésia. O evento, segundo informações da PF, reuniu 830 autoridades policiais de 163 países e discutiu o combate conjunto aos crimes cibernéticos, o enfrentamento ao terrorismo global e o fortalecimento da cooperação policial internacional.

Além de participar do evento, Galloro participou também de reuniões bilaterais com o secretário-G=seral da Interpol, Jürgen Stock, e com os diretores da Interpol, Tim Morris e Noboru Nakatani. Outros dois representantes da PF brasileira também estiveram presentes no evento:  o coordenador-geral de cooperação Internacional da PF, Luiz Dórea, e o chefe da Interpol no Brasil, Valdecy Urquiza.

Segundo a PF, os representantes brasileiros também realizaram encontros com outros chefes de polícia com o objetivo de fortalecer iniciativas estratégicas de cooperação policial e a preparação de atividades operacionais conjuntas.

Durante o evento foi eleito o novo presidente da Interpol, Hongwei Meng (China). Também foram eleitos o Vice-Presidente para a Europa, Alexander Prokopchuk (Rússia), e o representante do comitê executivo para as Américas, Néstor Roncaglia, (Argentina).

A próxima Assembléia-Geral da Interpol ocorrerá em 2018 na China.

Tudo o que sabemos sobre:

PolíciaFederalInterpol

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.