Polícia Federal indicia presidente e executivos da Andrade Gutierrez

Ministério Público tem até a próxima sexta-feira para apresentar denúncia

Redação

19 de julho de 2015 | 22h31

Otávio Azevedo, presidente da Andrade Gutierrez. Foto: Marcos de Paula/Estadão

Otávio Azevedo, presidente da Andrade Gutierrez. Foto: Marcos de Paula/Estadão

Por Ricardo Brandt, Fausto Macedo e Valmar Hupsel Filho 

Ao concluir o inquérito que investiga a participação de executivos da Andrade Gutierrez no esquema revelado pela Operação Lava Jato, a Polícia Federal indiciou o presidente, Otávio Marques de Azevedo, o ex-presidente Rogério Nora de Sá e outros quatro executivos da empresa por corrupção ativa, lavagem de dinheiro, fraude em licitações e crimes contra a ordem tributária.

Também foram indiciados pelos mesmos crimes o lobista Fernando Soares, o Fernando Baiano, Mário Frederico Goes e Lucélio Roberto Goes, apontados pela força-tarefa da Lava Jato como operadores do esquema, e Flávio Lúcio Magalhães. O outro executivo da Andrade Gutierrez indiciado é Elton Negrão de Azevedo Júnior. Antonio Pedro Campello e Paulo Roberto Dalmazzo são ex-dirigentes da empreiteira.

O Ministério Público tem até a próxima sexta-feira para analisar o relatório e apresentar denúncia contra os indiciados. Caso seja apresentada e recebida pelo juiz da 13ª Vara Federal Sérgio Moro, que conduz as investigações da Lava Jato, os indiciados passam à condição de réus.

COM A PALAVRA, A ANDRADE GUTIERREZ

“A Andrade Gutierrez reafirma que não tem ou teve qualquer relação com os fatos investigados pela Lava Jato. A empresa reitera que nunca participou de formação de cartel ou fraude em licitações, assim como nunca fez qualquer tipo de pagamento indevido a quem quer que seja. A empresa reafirma ainda que não existem fundamentos ou prova que justifiquem a prisão e o indiciamento de seus executivos e ex-executivos. A Andrade Gutierrez volta a afirmar que sempre esteve à disposição das autoridades para colaborar com as investigações e esclarecer todas as dúvidas o mais rapidamente possível, restabelecendo de vez a verdade dos fatos e a inocência da empresa e de seus executivos.”

 

Tudo o que sabemos sobre:

Andrade Gutierrezoperação Lava Jato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.