Polícia em Brasília caça 17 por fraudes milionárias no BB

Polícia em Brasília caça 17 por fraudes milionárias no BB

Agentes da Divisão de Repressão à Corrupção e aos Crimes Contra a Administração Pública da Polícia Civil do Distrito Federal cumprem ainda 28 mandados de buscas na Operação Crédito Viciado, deflagrada nesta quinta, 9

Luiz Vassallo

09 de maio de 2019 | 10h42

A Polícia Civil do Distrito Federal desencadeou nesta quinta, 9, a Operação Crédito Viciado, para combater organização criminosa envolvida em esquema de fraude e desvios de cerca de R$ 30 milhões contra o Banco do Brasil, entre 2017 e 2018.

Foto: Divulgação

Os agentes estão nas ruas desde cedo para cumprimento de 17 mandados de prisão temporária e mais 28 de buscas. Funcionários do BB e empresários da área de cobrança são investigados por peculato e lavagem de dinheiro. O banco deu início às apurações, após descobrir indícios de fraudes.

A Operação Crédito Viciado é conduzida por um setor da Polícia Civil especializado em repressão à corrupção, ao crime organizado e aos crimes contra a Administração Pública e contra a ordem tributária.

Os policiais cumprem os mandados no DF e em oito Estados.

Segundo a investigação, executivos do BB teriam sido ameaçados por não renovar contratos com dezenas de empresas do setor de cobranças concentrando o serviço em um setor da própria instituição.

COM A PALAVRA, O BANCO DO BRASIL
“Em relação à Operação Crédito Viciado, da Polícia Civil do Distrito Federal, o Banco do Brasil informa que detectou os indícios de fraude por meio dos seus instrumentos de segurança.”
“O BB ofereceu notícia-crime e colabora com as investigações desde o início da operação.”

Tendências: