Polícia da Bahia prende seguranças de atacadista e mais três em investigação de homicídio de dois homens após furto de carne

Polícia da Bahia prende seguranças de atacadista e mais três em investigação de homicídio de dois homens após furto de carne

Redação

10 de maio de 2021 | 09h37

Operação Retomada. Foto: SSP/BA

A Polícia Civil da Bahia prendeu na manhã desta segunda, 10, três seguranças do supermercado Atakarejo e mais três pessoas no âmbito da Operação Retomada, que investiga o duplo homicídio de Bruno e Yan Barros – tio e sobrinho – após suposta tentativa de furto de carnes do estabelecimento.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, a ofensiva cumpre, além de ordens de prisão, mandados de busca e apreensão em residências e no mercado.

As ações ocorrem em três bairros da capital baiana – Nordeste de Amaralina, Mata Escura, Fazenda Coutos – e no município de Conceição de Jacuípe. A Secretaria de Segurança Pública da Bahia indicou que os outros três presos na operação seriam supostos traficantes do Nordeste de Amaralina.

“No supermercado estamos colhendo provas através de computadores, documentos, entre outros eletrônicos”, afirmou a delegada responsável pela investigação, Zaira Pimentel.

Cerca de 50 equipes com 200 policiais civis, da Polícia Militar, da Superintendência de Inteligência da SSP e do Departamento de Polícia Técnica participam da ação.

Em nota divulgada na última quinta, 6, o Atakarejo informou que foi aberta sindicância interna sobre o caso e que os seguranças supostamente envolvidos foram afastados ‘até que os fatos sejam devidamente esclarecidos’.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.