‘Pixuleco’ chega a Curitiba

‘Pixuleco’ chega a Curitiba

Manifestantes com versão inflável de Lula vestido de presidiário protestam enquanto CPI da Petrobrás faz acareação entre delator e presos da Lava Jato

Redação

02 de setembro de 2015 | 13h18

Foto: Ricardo Brandt/Estadão

Foto: Ricardo Brandt/Estadão

Por Ricardo Brandt, enviado especial a Curitiba

No dia em que a CPI da Petrobrás colocou frente-a-frente o ex-diretor da Petrobrás Renato Duque e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e o delator Augusto Ribeiro Mendonça, na sede Justiça Federal, em Curitiba, desembarcou na cidade o boneco “Pixuleco”.

A versão inflável do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vestido de presidiário e com uma bola de ferro acorrentada em uma das pernas com os dizeres “Operação Lava Jato” aparece pela primeira vez em Curitiba. Os manifestantes protestam em frente ao prédio da Justiça Federal, onde a CPI faz seu terceiro e último dia de interrogatórios de alvos presos da Lava Jato.

Ainda na tarde desta quarta-feira, 2, o juiz federal Sérgio Moro, que conduz os processos da Lava Jato, ouvirá o depoimento do presidente da UTC, Ricardo Pessoa, no processo criminal em que o presidente da Odebrecht, Marcelo Bahia Odebrecht, e executivos ligados ao grupo são réus.

Será a primeira vez em que ele presta depoimento a Moro, após seu acordo de delação premiada.

Boneco ‘Lula inflado’ faz ‘tour’ por pontos turísticos de SP

Tudo o que sabemos sobre:

Lulaoperação Lava Jatoprotestos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.