PF vai abrir processo disciplinar contra ‘Lenhador’ que escoltou Eduardo Cunha

PF vai abrir processo disciplinar contra ‘Lenhador’ que escoltou Eduardo Cunha

Segundo revista Época, robusto agente Lucas Valença deu entrevistas sem autorização da corporação

Redação

24 Outubro 2016 | 21h48

lenhadorreproducao

Lucas Valença. Foto: Reprodução

O robusto agente da Polícia Federal Lucas Valença, o ‘Lenhador’, que se notabilizou da noite para o dia escoltando o ex-presidente da Câmara no voo da PF que levou o peemedebista para a prisão da Lava Jato, em Curitiba, vai sofrer um processo administrativo disciplinar. A informação foi dada pela revista Época.

O motivo da investigação disciplinar é que o ‘Lenhador’ deu entrevistas sem autorização da corporação, violando normas internas da PF.

Eduardo Cunha, preso pela Lava Jato, embarca para Curitiba. Foto: André Dusek/Estadão

Eduardo Cunha, preso pela Lava Jato, embarca para Curitiba, escoltado pelo ‘Lenhador da PF’ (de camiseta preta). Foto: André Dusek/Estadão

Nesta segunda-feira, 24, o agente participou do programa ‘Encontro com Fátima Bernardes’, da TV Globo. Segundo Época, enquanto o ‘Lenhador’ estava no palco, a TV exibia imagens dele escoltando Eduardo Cunha na manhã de quarta-feira da semana passada até o avião da PF.

Durante o programa, ‘Lenhador’ observou que não podia revelar detalhes sobre sua missão, mas confirmou com a cabeça que acompanhou o ex-deputado no voo de Brasília à capital paranaense.

Além da participação no programa de Fátima Bernardes, ‘Lenhador’ posou e deu entrevista para o site de celebridades Ego.

Notícias relacionadas

Mais conteúdo sobre:

Polícia Federal