PF recupera no Peru lentes fotográficas furtadas de jornalistas brasileiros

PF recupera no Peru lentes fotográficas furtadas de jornalistas brasileiros

Um profissional da imprensa que cobria os jogos Pan-Americanos identificou o material furtado de um colega sendo vendido na cidade peruana de Miraflores; adidância da PF no país vizinho articulou a prisão do homem junto à Polícia peruana

Redação

09 de agosto de 2019 | 17h40

A representação da Polícia Federal (PF) no Peru recuperou lentes fotográficas de alto valor que haviam sido furtadas de dois jornalistas em São Paulo e no Rio.

Polícia peruana prendeu o homem em flagrante. Ele vendia as lentes por quase US$ 2 mil. Foto: PF/Divulgação

A PF foi avisada da localização do material nesta terça, 6, por um jornalista brasileiro que está no país vizinho cobrindo os jogos Pan-Americanos de Lima.

O jornalista reconheceu o material, furtado de um colega no Brasil em junho, que estava sendo vendido por um homem em Miraflores, no Peru, pela internet.

Lentes fotográficas eram vendidas pela internet. Foto: PF/Divulgação

Ele informou a Polícia Civil, que repassou as informações para a PF no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

A PF, por sua vez, entrou em contato com a Polícia Nacional Peruana por meio da sua adidância em Lima.

A Polícia peruana prendeu o homem em flagrante. Ele vendia as lentes por quase US$ 2 mil.

O suspeito ainda tentava vender outro conjunto de lentes que foram rastreados e pertenciam a outro jornalista brasileiro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: