Em busca de fraudes na importação de madeira, PF faz operação no porto de Manaus

Em busca de fraudes na importação de madeira, PF faz operação no porto de Manaus

Ação com cerca de 30 policiais federais e agentes do Ibama, além de integrantes das Polícias de outros países, faz parte do projeto Madeira de Lei que, com uso de um software, pode apontar embustes nos carregamentos a partir da análise das espécies, dos volumes e das informações lançadas na documentação

Redação

11 de fevereiro de 2022 | 18h28

Nesta sexta-feira, 11, foi deflagrada operação de fiscalização de carregamentos de madeira, no porto de Manaus. A ação é resultado do projeto Madeira de Lei, que visa colocar em prática os conhecimentos adquiridos no curso oferecido a policiais estrangeiros. Identificar possíveis fraudes no carregamento, a partir da análise das espécies, dos volumes e das informações constantes na documentação da madeira fizeram parte da formação. 

 

Participaram da última etapa cerca de 30 policiais federais, agentes do Ibama e representantes da Colômbia, Espanha, Estados Unidos, França, Países Baixos, Panamá, Paraguai, Portugal e Rússia. Um professor convidado da Universidade Federal Tecnológica do Paraná, responsável por desenvolver um software, também esteve entre os convidados. 

O sistema construído pelo docente é capaz de identificar a espécie da árvore com uma foto de um pedaço da madeira feita por um celular. De acordo com a PF, o software evita um dos tipos de fraudes mais comuns no tráfico de madeira ilegal. 

A operação é última etapa do curso oferecido a policiais alfandegários da América Latina, Europa e EUA de fiscalização de madeira, que aconteceu, entre os dias 7 a 11 de fevereiro, no Centro de Integração e Aperfeiçoamento em Polícia Ambiental – Ciapa, base da polícia federal na floresta amazônica.  

Após o término do curso, segundo a PF, o Projeto Madeira de Lei segue com a integração policial no combate ao tráfico internacional de madeira. O Projeto Madeira legal conta com o apoio da EL PAcCTO Europa-Latino América – Programa de Assistência Contra o Crime Transnacional Organizado. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.