PF prende três advogados por ‘golpe do precatório’

PF prende três advogados por ‘golpe do precatório’

Ação em parceria com área de segurança institucional da Caixa em São Paulo desmonta grupo que teria desviado mais de R$ 20 milhões em nome de terceiros; flagrante ocorreu quando grupo se preparava para sacar R$ 50 mil em uma agência na região da Avenida Paulista

Redação

03 Setembro 2018 | 16h41

Reprodução

A Polícia Federal prendeu em flagrante três advogados e um bacharel em direito, nesta segunda, 3, efetuando saques fraudulentos de precatórios judiciais com uso de procurações ideologicamente falsas. A investigação se deu em ação conjunta entre a PF e a área de segurança institucional da Caixa. Estima-se que o grupo possa ter retirado mais de R$ 20 milhões em nome de terceiros.

Policiais federais, apoiados pela Caixa, investigaram um grupo que, tendo conhecimento de precatórios judiciais não sacados – ganho judicial depositado em conta e disponível para saque pelo beneficiário -, falsificavam documentos que autorizavam o saque, se passando por procuradores dos beneficiários.

Os advogados sacavam os valores nas agências da Caixa, ’em prejuízo dos verdadeiros beneficiários e/ou da própria instituição financeira’.

A PF informou que após a prisão de hoje, quando o grupo se preparava para sacar R$ 50 mil em uma agência da região da Paulista, ‘as investigações seguirão para a identificação de outros envolvidos no crime’.