PF prende professor nigeriano no aeroporto de Brasília com cocaína em 65 fivelas de cinto

PF prende professor nigeriano no aeroporto de Brasília com cocaína em 65 fivelas de cinto

Suspeito foi flagrado quando embarcava para Addis Abada, ne Etiópia, na quinta, 13

Vianey Bentes, especial para o Estado

14 de junho de 2019 | 20h31

A Polícia Federal prendeu em flagrante na quinta, 13, um nigeriano de 47 anos, professor, com 65 fivelas de cinto metálicas recheadas de cocaína no Aeroporto Internacional de Brasília. O homem tinha como destino final a cidade de Addis Abada, na Etiópia.

Em fiscalização de rotina em conjunto com a Receita, os policiais federais desconfiaram do homem quando um dos cães da equipe do Fisco apontou para a ‘existência de substância entorpecente no interior da mala do nigeriano’.

Os policiais abriram a bagagem e encontraram 65 fivelas de cinto com substância em pó de cor esbranquiçada no interior de cada uma delas.
Após a realização de teste preliminar que deu positivo para cocaína, o homem foi preso e encaminhado à Superintendência da PF no Distrito Federal. Ele responderá pelo crime de tráfico de drogas.

Tudo o que sabemos sobre:

Tráfico de drogas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.