PF prende no interior de Pernambuco italiano procurado pela Interpol por fraudes milionárias

PF prende no interior de Pernambuco italiano procurado pela Interpol por fraudes milionárias

Ordem de prisão foi determinada pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, que também abriu processo de extradição contra o foragido

Paulo Roberto Netto

23 de novembro de 2020 | 19h19

A Polícia Federal prendeu nesta segunda, 23, o italiano Roberto Guerini, procurado pela Interpol por fraudes milionárias no país europeu. O foragido foi localizado na zona rural de Sirinhaém (PE), a 78 quilômetros de Recife.

A ordem de prisão foi assinada pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal. Guerini é acusado de integrar organização criminosa na Itália voltada fraudes contra o governo e compensação falsa, o que corresponderia no Brasil aos crimes de estelionato e sonegação fiscal. O italiano teria participado de esquema de fraude de 500 milhões de euros (cerca de R$ 3,2 bilhões) entre 2016 e 2019.

Polícia Federal cumpriu mandado de prisão expedido pelo ministro Edson Fachin na zona rural de Sirinhaém, no interior de Pernambuco. Foto: PF / Divulgação

A PF localizou Guerini após o nome do italiano ser inserido na difusão vermelha, classificação da Interpol aplicada a pessoas de alto grau de periculosidade.

Além do mandado de prisão, Fachin também abriu processo de extradição contra o italiano, que deverá ficar em um presídio até ser entregue à Justiça italiana.

Assista abaixo o momento da prisão:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.