PF prende homem que arrombou com maçarico cofres de bancos no grande assalto de Araçatuba

PF prende homem que arrombou com maçarico cofres de bancos no grande assalto de Araçatuba

Suspeito capturado nesta terça-feira, 22, é apontado como integrante do núcleo central da organização criminosa que atacou agências bancárias da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil em agosto de 2021 levando pânico ao interior de São Paulo

Pepita Ortega

22 de março de 2022 | 10h30

A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira, 22, um homem apontado como integrante do núcleo central da organização criminosa que atacou agências bancárias da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil em Araçatuba, no interior de São Paulo, em agosto de 2021. De acordo com a corporação, o suspeito atuou diretamente no roubo, sendo responsável por operar um maçarico para arrombar os cofres dos bancos.

A prisão integra mais uma fase ostensiva das investigações sobre o grupo de criminosos que usou fuzis, espingardas e drones para atacar as instituições bancárias do interior paulista.

Com a ação realizada nesta terça-feira, 22, a PF chega ao número de 37 investigados presos e 84 mandados de busca e apreensão cumpridos no âmbito das apurações.

Os agentes cumpriram, ao todo, quatro mandados de busca e apreensão e três ordens de prisão temporária nas cidades de Hortolândia, Sumaré e São Paulo.

Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Araçatuba, que ainda emitiu duas ordens de identificação criminal.

De acordo com a PF, um dos alvos dos mandados de prisão não foi localizado e já é considerado foragido da Justiça. As diligências foram executadas pela PF, com apoio da Polícia Militar.

Os ataques investigados aconteceram no dia 30 de agosto, quando ao menos 20 homens invadiram a cidade do interior paulista, incendiaram veículos e explodiram duas agências bancárias, atacando uma terceira.

Os criminosos aterrorizaram a população espalhando 100 quilos de explosivos pelas ruas. O valor roubado dos bancos não foi divulgado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.