PF prende foragido americano procurado pela Interpol por assassinato da mulher e ocultação do corpo

PF prende foragido americano procurado pela Interpol por assassinato da mulher e ocultação do corpo

Acusado de 48 anos de idade estava morando em Pouso Alegre, interior de Minas, onde no último dia 31 de janeiro agrediu a atual companheira; ele chegou ao Brasil em 2013, logo depois do homicídio cometido no estado de Louisiana

Luiz Vassallo e Fausto Macedo

18 de fevereiro de 2020 | 15h53

Foto Reprodução

A Polícia Federal prendeu nesta terça, 18, em Pouso Alegre, interior de Minas, um foragido americano com Difusão Vermelha junto à Interpol, em cumprimento a mandado judicial de prisão para fins de extradição, expedido pelo Supremo Tribunal Federal. A PF contou com a ajuda da Polícia Militar de Minas. O preso tem 48 anos. Segundo relatos das autoridades americanas, em 2013, ele assassinou sua mulher e ocultado o corpo, jamais encontrado, no estado da Louisiana.

Segundo a PF em Belo Horizonte, investigações da polícia americana revelaram ‘evidências substanciais’ de sua autoria no homicídio – além de longo histórico de abusos e violências contra a companheira, que já havia obtido, inclusive, medidas protetivas judiciais contra o marido nos EUA.

Segundo o Federal Bureau of Investigation – FBI, duas semanas após o crime, o assassino pegou um voo com destino a São Paulo.

Aqui, ele se casou com uma brasileira, obtendo permissão de residência no país. A PF informou que, na tentativa de obter refúgio o foragido declarou falsamente haver sido agente das Forças Especiais do Contraterrorismo americano, além de simular perseguição política nos EUA.

Em 31 de janeiro 2020, ele foi ‘autor de violência doméstica’ contra sua mulher brasileira em Pouso Alegre.

Após exame de corpo de delito, o preso será conduzido para o Presídio de Pouso Alegre, onde ficará à disposição do Supremo até que seja autorizada sua extradição para os EUA.

Tudo o que sabemos sobre:

Interpolhomicídio

Tendências: