PF prende em Higienópolis matador israelense

Policiais que atuam na Interpol em São Paulo localizaram no bairro nobre da capital paulista condenado a 20 anos de prisão por homicídio com tiro de fuzil M16

Redação

18 de junho de 2015 | 18h40

Foto: Reprodução/Sindicato dos Delegados da Polícia Federal

Foto: Reprodução/Sindicato dos Delegados da Polícia Federal

Por Julia Affonso e Fausto Macedo

Policiais federais que integram os quadros da Representação Regional da Interpol (Polícia Internacional) em São Paulo prenderam na tarde desta quinta-feira, 18, um alemão naturalizado israelense, condenado a 20 anos de prisão por homicídio. Ele era procurado pela Interpol desde 2005. A PF o localizou em Higienópolis, bairro nobre da capital paulista, local de sua residência.

Em 2004, Y.E, 44 anos, matou um homem em Israel com tiro de fuzil M16. Após sua condenação, ele fugiu da Justiça daquele país e teve seu nome inserido na Difusão Vermelha da Interpol – índex dos mais procurados em todo o mundo.

Fluente em português, o estrangeiro não reagiu. Por ter entrado no país com documentos falsos, não há estimativa de há quanto tempo ele morava no Brasil.

A prisão ocorreu em cumprimento a mandado de prisão preventiva para extradição expedido pelo Supremo Tribunal Federal. Y.E. permanecerá na Custódia da Polícia Federal em São Paulo, à disposição do STF, enquanto aguarda o fim do processo de extradição para Israel.

Tudo o que sabemos sobre:

Polícia Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.