PF prende dois por 10 mil peixes ‘ilegais’ no Solimões

PF prende dois por 10 mil peixes ‘ilegais’ no Solimões

Embarcação com carga clandestina foi abordada nas proximidades de Umariaçu, comunidade de Tabatinga, no Amazonas

Pepita Ortega

30 de dezembro de 2019 | 15h55

A Polícia Federal apreende aproximadamente 10 mil alevinos acondicionados em sacos plásticos. Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal prendeu dois homens nesta sexta, 27, pelo transporte ilegal de cerca de 10 mil peixes recém saídos dos ovos que estavam acondicionados em sacos plásticos em um barco que navegava pelo Rio Solimões. A embarcação foi abordada nas proximidades de Umariaçu, comunidade de Tabatinga, no Amazonas, e tinha como destino a Colômbia.

Os presos informaram às autoridades que os peixes transportados eram ‘Aruanãs’. Além dos animais, a PF apreendeu ainda cilindros de oxigênio que a embarcação utilizava no transporte da carga ilícita.

Segundo a PF, um dos homens, que se apresentou como responsável pelo barco, afirmou que o destino dos peixes era a cidade de Letícia, localizada a mais de mil quilômetros da capital colombiana, Bogotá. Ele indicou ainda que o transporte se daria mediante o pagamento de dinheiro em espécie.

A corporação instaurou um inquérito para apurar a prática dos crimes de receptação e tentativa de contrabando.

A Polícia Federal informou que os peixes serão reintroduzidos na natureza, com o auxílio dos órgãos ambientais competentes.

A Polícia Federal apreende aproximadamente 10 mil alevinos acondicionados em sacos plásticos. Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal apreende aproximadamente 10 mil alevinos acondicionados em sacos plásticos. Foto: Polícia Federal

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: