PF põe ‘4 Patas’ contra o tráfico, armas e explosivos nos aeroportos e fronteiras

PF põe ‘4 Patas’ contra o tráfico, armas e explosivos nos aeroportos e fronteiras

Grande operação que mira também inibir eventuais ações terroristas vai se estender por todo o ano de 2020 e mobiliza dezenas de cães treinados, iniciando por Rio, São Paulo e Minas

Pepita Ortega

09 de janeiro de 2020 | 12h39

A Polícia Federal decidiu apertar o cerco a organizações criminosas que agem nos aeroportos, fronteiras e portos. Por meio da Operação 4 Patas, que vai se estender por todo o ano de 2020, a PF mobilizou dezenas de cães especialmente treinados para identificação de entorpecentes e bombas. Inicialmente, as ações serão realizadas nos aeroportos do Rio, São Paulo e Minas e miram também eventuais movimentos ligados a terrorismo.

Operação Quatro Patras. Foto: Polícia Federal

O ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), em seu Twitter, comentou o aumento no ‘efetivo de cães’ nos principais aeroportos do País durante o período de férias. “A Operação 4 Patas mobilizou dezenas de cães treinados e policiais para atuar ostensivamente no combate ao tráfico de drogas e armas e no rastreamento de explosivos.”

A ‘4 Patas’ é gerenciada pela Coordenação Geral de Repressão a Drogas e Crime Organizado, em Brasília, e empregará, além dos cães, grupos de operadores policiais federais no combate ao tráfico de drogas e armas e rastreamento de explosivos.

A operação faz parte do planejamento operacional da PF em Brasília, que quer evitar turbulências nos aeroportos e portos e busca inibir ações criminosas que coloquem em risco passageiros e tripulações.

Operação Quatro Patras. Foto: Polícia Federal

A reportagem apurou que uma das principais metas da PF para 2020 é a desarticulação e descapitalização financeira do crime organizado, e a prisão de seus líderes.

Operação Quatro Patras. Foto: Polícia Federal

A ação nos aeroportos, fronteiras e portos faz parte da estratégia de prevenção no combate ao crime nessas áreas, que são de competência exclusiva da PF.

Operação Quatro Patras. Foto: Polícia Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.