PF pega doleiros com dinheiro que daria para fazer uma ‘volta ao mundo’

PF pega doleiros com dinheiro que daria para fazer uma ‘volta ao mundo’

Agentes federais apreenderam R$ 1 milhão em onze moedas diferentes no Rio Grande do Sul, no âmbito da Operação Formigueiro

Pedro Prata

22 de outubro de 2020 | 19h55

Parte do dinheiro apreendido pela Polícia Federal na Operação Formigueiro. Foto: Reprodução / PF

A Polícia Federal apreendeu R$ 1.066.698,91 com doleiros na Operação Formigueiro nesta quinta-feira, 22. A operação deflagrada no Rio Grande do Sul mira negociadores de câmbio do mercado de dólar paralelo. Os valores estavam distribuídos entre 11 moedas de países da América Latina à Oceania, e permitiriam uma volta ao mundo.

Os cerca de 40 policiais federais cumpriram nove mandados de busca e apreensão, em Porto Alegre (7) e Estância Velha (2), nos escritórios e residências dos investigados. Um dos inquéritos teve origem a partir da identificação de um doleiro que estaria atuando junto com contrabandistas de cigarros investigados em outra operação da Polícia Federal.

Os valores apreendidos foram:
Real – R$ 217.735,00
Peso Argentino – 173.472,00 (R$ 12.489,98)
Peso Chileno – 1.220.000,00 (R$ 8.784,00)
Peso Uruguaio – 103.820,00 (R$ 13.496,60)
Euro – 19.050,00 (R$ 125.920,5‬0)
Dólar – 122.387,00 (R$ 684.143,33)
Franco Suíço – 350,00 (R$ 2.156,00)
Moeda Israel/Shekel – 120,00 (R$ 198,00)
Libra Esterlina – 50,00 (R$ 366,00)
Peso Mexicano – 50,00 (R$ 13,50)
Dólar Australiano – 350,00 (R$ 1.393,00)

“O mercado ilegal de câmbio, além do prejuízo ao Sistema Financeiro Nacional (evasão de manutenção de divisas não declaradas no exterior) e à Ordem Tributária (sonegação), muitas vezes está ligado à lavagem de dinheiro e operações de descaminho e contrabando”, informou a PF.

Até o momento, são apurados os crimes de atuação irregular no mercado de câmbio e evasão de divisas (arts. 16 e 22 da Lei dos Crimes contra o Sistema Financeiro Nacional). A partir da coleta e da análise do material apreendido, poderão ser identificados outros crimes praticados pelos investigados. A ação desta quinta-feira contou com o apoio da Receita Federal.

A Operação foi denominada ‘Formigueiro’ pela grande incidência de casos similares a serem apurados no Rio Grande do Sul. O Estado fica na fronteira sul do País e isso facilita a prática dos crimes.

Polícia Federal investiga atuação irregular no mercado de câmbio e evasão de divisas. Foto: Reprodução/PF

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.