PF pede mais 15 dias para fechar inquérito contra Bendine

PF pede mais 15 dias para fechar inquérito contra Bendine

Delegada alega que estão 'pendentes trabalhos periciais' no inquérito que investiga ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobrás, preso no Paraná, base da Lava Jato, por suspeita de propina de R$ 3 milhões para favorecer a Odebrecht na petrolífera

Julia Affonso, Luiz Vassallo e Ricardo Brandt

10 Agosto 2017 | 13h28

Aldemir Bendine. Foto: Filipe Araujo/Estadão

A delegada da Polícia Federal Renata da Silva Rodrigues pediu nesta quinta-feira, 10, ao juiz federal Sérgio Moro mais 15 dias para concluir a investigação do inquérito contra o ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobrás Aldemir Bendine. Também são alvo da PF os irmãos André Gustavo e Antônio Carlos Vieira da Silva Júnior, apontados como operadores de Bendine.

Documento

“A Polícia Federal, por intermédio da autoridade policial signatária, representa ao MM. Juízo da 13.ª Vara Federal de Curitiba/PR, com fulcro no artigo 66 da Lei n° 5.010/66, pela prorrogação, por mais quinze dias, do prazo para conclusão desta investigação, uma vez que pendentes os trabalhos periciais”, argumentou a delegada.

Bendine, André Gustavo e Antônio Carlos Vieira da Silva Júnior foram presos em 27 de julho na Operação Cobra, 42.ª fase da Lava Jato. O ex-presidente da Petrobrás é suspeito de receber R$ 3 milhões em propina da Odebrecht. Os três estão presos na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

OUTRAS DO BLOG: + PF aponta ‘série de irregularidades’ em Furnas

Lula livra Aécio

Chefes do Ministério Público desafiam Gilmar a provar o que diz

Processo contra governador não precisa de autorização da Assembleia Legislativa, decide STF

Segundo a delegada, ‘o farto material arrecadado em 27 de julho encontra-se sob processamento’.

“Desde então, material arrecadado continua sob processamento, sendo que até então foram produzidos os Laudos n° 1500/17, 1517/17 1520/17, sendo necessário, portanto, prorrogação de prazo para esgotamento dos trabalhos periciais”, registrou Renata da Silva Rodrigues.

“Encaminhe-se memorando ao Exmo. DRCOR para que, caso possível, solicite ao SETEC/SR/PF/PR priorização nos trabalhos periciais referentes 42a fase ostensiva da Operação Lava Jato.”

Mais conteúdo sobre:

Aldemir Bendineoperação Lava Jato