PF monitorou veleiro interceptado nos Açores com quase 1,8 tonelada de cocaína

PF monitorou veleiro interceptado nos Açores com quase 1,8 tonelada de cocaína

Agentes federais, em cooperação internacional da PF, 'acompanharam' embarcação que acabou barrada em Portugal na semana passada, no desfecho da Operação Glória, que levou à prisão um alemão e um bósnio com carregamento de 1.820 quilos de droga

Pedro Prata

27 de janeiro de 2020 | 16h47

A Polícia Federal, em cooperação policial internacional, participou das investigações que levaram à apreensão de 1.820 kg de cocaína no arquipélago português de Açores, na última semana.

Veleiro foi monitorado pela Polícia Federal durante sua passagem pelo Brasil. Foto: PF/Divulgação

A apreensão foi realizada durante a deflagração da Operação Glória pela Polícia Judiciária de Portugal.
Na ação, foram presos um alemão e um bósnio, de 54 e 52 anos de idade, respectivamente.

A droga foi encontrada em um veleiro que fazia o transporte dos entorpecentes entre o Brasil e a Europa.

A PF atuou em cooperação internacional junto à Organização Internacional MAOC-N, a Aduana Francesa, a Agência Americana de Repressão às Drogas e a Polícia Judiciária de Portugal.

Veleiro foi apreendido com 1.820 kg de cocaína no arquipélago português de Açores. Foto: PF/Divulgação

Durante o período de estada no Brasil, o veleiro e os suspeitos foram monitorados pela PF.

No final de novembro, a embarcação partiu de Fortaleza em direção à Martinica Francesa. No entanto, nunca chegou ao destino e foi interceptada em Açores, na semana passada.

Tudo o que sabemos sobre:

Polícia Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.