PF investiga fraudes de RS 3 mi nas declarações de IR em Santa Catarina

PF investiga fraudes de RS 3 mi nas declarações de IR em Santa Catarina

Deduções fictícias eram inseridas na documentação entregue ao Fisco, revela Operação Retificatio deflagrada nesta terça, 26

Redação

26 de março de 2019 | 11h31

Objetos apreendidos durante a Operação Retificatio. Foto: Reprodução / Policia Federal

A Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram nesta terça-feira, 26, a Operação Retificatio, contra fraudes em declarações de Imposto de Renda de pessoas físicas, no município de Lages, em Santa Catarina. A operação investiga mais de 3 mil declarações transmitidas por uma mesma pessoa em nome de terceiros e que teria gerado um prejuízo de mais de R$ 3 milhões em quatro anos.

A PF recolheu computadores e documentos ao cumprir um mandado de busca na casa de um alvo da Retificatio. O material apreendido será submetido à perícia.

Segundo a investigação, deduções fictícias foram inseridas nas declarações para aumentar a restituição de imposto retido na fonte ou diminuir o valor do imposto a pagar.

A Federal afirma que no momento em que as declarações caiam na malha fiscal, o investigado, que não atua no ramo da contabilidade, realizava retificações até burlar o sistema automatizado.

O investigado poderá ser indiciado por fazer uso de papeis falsificados, omitindo ou fazendo declarações falsas, crime previsto no nos artigos 304 e 299 do Código Penal. A pena pode chegar a 5 anos de reclusão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.