PF mira auditores aliados de Cabral que movimentaram ‘altas quantias’ no exterior

PF mira auditores aliados de Cabral que movimentaram ‘altas quantias’ no exterior

Operação Recorrência, mais um desdobramento da Operação Câmbio Desligo, busca dois auditores da receita estadual do Rio de Janeiro que integravam um braço na Secretaria de Fazenda da organização criminosa chefiada pelo ex-governador Sérgio Cabral

Redação

17 de junho de 2020 | 09h07

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Polícia Federal desencadeou na manhã desta quarta, 17, a Operação Recorrência, mais um desdobramento da Operação Câmbio Desligo, para investigar dois auditores da receita estadual do Rio que integravam um braço na Secretaria de Fazenda da organização criminosa chefiada pelo ex-governador Sérgio Cabral.

Agentes cumprem dois mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão temporária, sendo um deles na Barra da Tijuca e o outro em São José dos Campos/SP. As ordens foram expedidas pela 7ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro

Segundo a PF, por meio de informações de um sistema de operações de câmbio ilegais, revelado por colaboradores, foi possível identificar movimentação de altas quantias pertencentes aos auditores da receita estadual do Rio de Janeiro.

A corporação indicou ainda que os auditores mantém contas no exterior em nome de offshores e ‘atuaram durante anos em detrimento do Estado do Rio de Janeiro’.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.