PF marca novo recorde de apreensão de cocaína

PF marca novo recorde de apreensão de cocaína

Apreensões de grandes carregamentos se multiplicam por quase todo o País; nesta semana, corporação pegou 7 toneladas da droga; em todo o ano o confisco já supera 70 toneladas

Julia Affonso e Fausto Macedo

30 Novembro 2018 | 13h33

Foto: PF

A Polícia Federal bateu novo recorde histórico de confisco de cocaína. Ao longo desta semana, a PF golpeou o tráfico com a apreensão de mais de sete toneladas de cocaína. A marca foi alcançada com duas novas grandes ofensivas desfechadas na quinta, 29. Na semana anterior, os federais tiraram de circulação 5,5 toneladas da droga.

No ano de 2018, a PF bateu o recorde histórico de apreensões de cocaína, superando 70 toneladas até aqui.

Na cidade de Mirassol, no interior paulista, policiais federais flagraram uma tonelada de cocaína escondida em dois caminhões na altura do Km 450, na Rodovia Euclides da Cunha.

Em outra região, na Rodovia BR-163, entre os municípios mato-grossenses Jangada e Várzea Grande, a PF recolheu 522 quilos do entorpecente armazenados em um compartimento oculto de um caminhão-tanque.

Com essas novas apreensões, a PF fecha a semana com mais de sete toneladas de cocaína apreendidas no país.

O último fim de semana já havia sido marcado por uma grande apreensão de cocaína nos estados da Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte.