PF lista de A a Z propinas da Odebrecht

PF lista de A a Z propinas da Odebrecht

Lava Jato vê pagamento de vantagens indevidas da empreiteira no metrô de São Paulo e de Ipanema, presídio, portos, aeroporto, Pan 2007, autódromo, hospital, programa social

Julia Affonso, Ricardo Brandt, Fausto Macedo e Mateus Coutinho

26 de setembro de 2016 | 10h54

odebrechtprop

E-mails apreendidos pela Operação Lava Jato indicam propina paga pela empreiteira Odebrecht em obras e codinomes vinculadas a cada uma. Relatório da Polícia Federal listou 32 conjuntos de mensagens que tratavam de ‘pagamentos de vantagens indevidas’.

ObrasPalocci

As informações constam de documento da Operação Omertà que prendeu o ex-ministro Antonio Palocci nesta segunda-feira, 26. A força-tarefa da Operação Lava Jato identificou que Antônio Palocci tratava com a empreiteira assuntos atinentes a pelo menos quatro diferentes esferas da administração pública federal: a) a obtenção de contratos com a Petrobras relativamente a sondas do pré-sal; b) a medida provisória destinada a conceder benefícios tributários ao grupo econômico Odebrecht (MP 460/2009) c) negócios envolvendo programa de desenvolvimento de submarino nuclear – PROSUB; d) e financiamento do BNDES para obras a serem realizadas em Angola.

odebrechtprop2

VEJA A LISTA

a) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes TURISTA, LAMPADINHA, INIMIGO, DOCE relacionado a “Despesas Campos”;

(b) Pagamento de vantagem indevida ao codinome CASA DE DOIDO, relacionado a obras do metrô de Ipanema, do Rio de Janeiro/RJ. Há menção de que o fato foi autorizado por Marcelo Bahia Odebrecht;

(c) Pagamentos de vantagem indevida ao codinome GUERRILHEIRO, cujo autorização foi expressamente dada por Marcelo Bahia Odebrecht;

(d) Retificação de pagamentos de vantagem indevida autorizada expressamente dada por Marcelo Bahia Odebrecht e vinculadas a obras do Porto de Laguna;

(e) Pagamentos de vantagem indevida ao codinome OLHO, provavelmente referente a serviços da Odebrecht relacionado a processamento e tratamento de lixo em São Paulo. Há menção expressa de que a definição do codinome foi tratada com Marcelo Bahia Odebrecht

(f) Pagamento de vantagem indevida ao codinome BAIANINHO;

(g) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes GORDO e MAGRO;

(h) Pagamentos de vantagem indevida atrelados a obras da Linha 4 do metrô de São Paulo/SP, solicitados pelo Diretor de Contrato das obras Marcio Pellegrini;

(i) Pagamentos de vantagem indevida ao codinome ATRAVESSADOR, relacionados a obras da Odebrecht Ambiental em Rio das Ostras, havendo menção a autorização do codinome pelo próprio Marcelo Bahia Odebrecht;

(j) Pagamento de vantagem indevida ao codinome PROXIMUS;

(k) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes DUNGA e VOADOR, cuja autorização foi expressamente dada por Marcelo Bahia Odebrecht;

(l) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes BOLINHA e VELHINHOS, vinculados a obras da Odebrecht de construção de presídios, penitenciárias e casas de custódia no Rio de Janeiro, sendo que houve autorização expressa de Marcelo Bahia Odebrecht;

(m) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes SHARK, RASPUTIM, BOLINHA, PAVÃO, LOCAL, relacionados a obras do metrô de Ipanema, do Rio de Janeiro/RJ;

(n) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes ALEMÃO, FIGUEIRENSE, LAGOA, OPERADOR LOCAL e OPERADOR, vinculados aos recebimentos pela Odebrecht em virtude de obras do Porto de Laguna, e também aos codinomes BETÃO, ZAMBÃO, LEGISLADOR e OPERADOR, em virtude de recebimentos por execução de obras no Porto do Rio Grande

(o) Pagamento de vantagem indevida ao codinome BARBA NEGRA, relacionado a obras do Aeroporto Santos Dummont;

(p) Pedido de autorização a Marcelo Bahia Odebrecht para pagamentos de vantagem indevida ao codinome BARBA VERDE tendo em vista a necessidade de se aprovar estudo de impacto ambiental para obra do Aeroporto Santos Dummont. Há menção expressa de haverá também pagamento de vantagem indevida por parte das empresas Carioca e Construcap. Além disso, Benedicto barbosa da Silva Júnior informou a Marcelo Bahia Odebrecht que iria lhe apresentar, para fins de aprovação, quais seriam os pagamentos devidos pela empresa para a conquista do contrato para execução de obras do aeroporto;

(q) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes SHARK, RASPUTIM, BOLINHA, PAVÃO, GORDO/MAGRO, relacionados a obras do metrô de Ipanema, do Rio de Janeiro/RJ;

(r) Autorização expressa de Marcelo Bahia Odebrecht para pagamentos de vantagem indevida que seriam devidos pela negociação ilícita realizada pela Odebrecht para publicação de edital com condições que a favoreciam para modernização do autódromo de Jacarepaguá e obras das piscinas olímpicas do Pan- Americano de 2007. Há menção de a propina seria arcada em conjunto com a Construtora Camargo Corrêa;

(s) Pagamentos de vantagem indevida ao codinome CASSINO, cuja autorização foi expressamente dada por Marcelo Bahia Odebrecht e vinculados a obras no município de Rio das Ostras;

(t) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes ANIMAL e TRÊS, cuja autorização foi expressamente dada por Marcelo Bahia Odebrecht e vinculados a obras da Terceira Perimetral de Porto Alegre/RS;

(u) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes ORIENTADOR, OPERADOR LOCAL e OPERADOR, vinculados aos recebimentos pela Odebrecht em virtude de obras do Porto de Laguna;
(v) Pagamento de vantagem indevida ao codinome;

(w) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes SHARK, RASPUTIM e PAVÃO, relacionados a obras do metrô de Ipanema, do Rio de Janeiro/RJ;

(x) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes SHARK, GANSO, PAVÃO, LOCAL, GORDO/MAGRO relacionados a obras do metrô de Ipanema, do Rio de Janeiro/RJ;

(y) Pagamento de vantagem indevida ao codinome CONSULTOR;

(z) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes TIPOGRAFIA, ORIENTE e SANTO;

(aa) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes CASA, IBIRAPUERA, SERROTE;

(bb) Pagamento de vantagem indevida ao codinome SERROTE, com expressa previsão de que os pagamentos estão vinculados a recebimento pela Odebrecht pela liberação de recursos pela execução de alguma obra não identificada;

(cc) Inúmeros pagamentos de vantagem indevida aos codinomes SHARK, CASA DE DOIDO, PAVÃO, RASPUTIM, BOLINHA, LOCAL e GORDO/MAGRO todos relacionados a obras do metrô de Ipanema, do Rio de Janeiro/RJ;

(dd) Pagamentos de vantagem indevida atrelados a obras da Linha 4 do metrô de São Paulo/SP, solicitados pelo Diretor de Contrato das obras Marcio Pellegrini ao agente identificado pelo codinome;

(ee) Pagamentos de vantagem indevida ao codinome CASSINO, cuja autorização foi expressamente dada por Marcelo Bahia Odebrecht e vinculados a obras no Hospital Geral de Guarus no Município de Campos dos Goytacazes/RJ

(ff) Pagamentos de vantagem indevida aos codinomes PROXIMUS, CASA DE DOIDO, SASQUAT e DAT BY DAY, cuja autorização foi expressamente dada por Marcelo Bahia Odebrecht e vinculados a obras de algum programa social implementado no Rio de Janeiro/RJ

COM A PALAVRA, A DEFESA DE ANTONIO PALOCCI

O criminalista José Roberto Batochio, defensor de Palocci, afirma que o ex ministro nunca recebeu vantagens ilícitas. Batochio disse que ainda não tem detalhes sobre os motivos da prisão de Palocci.

Batochio acompanhou Palocci à superintendência da PF em São Paulo.

O criminalista foi enfático ao protestar contra o que chamou de ‘desnecessidade’ da prisão do ex-ministro. Ele criticou, ainda, o nome da nova fase da Lava Jato, Omertà.

“A operação que prendeu o ex-ministro é mais uma operação secreta, no melhor estilo da ditadura militar. Não sabemos de nada do que está sendo investigado. Um belo dia batem à sua porta e o levam preso. Qual a necessidade de prender uma pessoa que tem domicílio certo, que é médico, que pode dar todas as explicações com uma simples intimação?”

“O que significa esse nome da operação? Omertà? Só porque o ministro tem sobrenome italiano se referem a ele invocando a lei do silêncio da máfia? Além de ser absolutamente preconceituosa contra nós, os descendentes dos italianos, esta designação é perigosa.”

COM A PALAVRA, A ODEBRECHT

A empresa não vai se manifestar sobre o tema.

Tudo o que sabemos sobre:

operação Lava JatoAntonio Palocci

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: