PF leva homem da mala para a Papuda

PF leva homem da mala para a Papuda

Rodrigo Rocha Loures foi preso no sábado, 3, após ser flagrado correndo com uma mala de R$ 500 mil entregue por executivos da JBS

Fausto Macedo, Fabio Serapião e Julia Affonso

07 de junho de 2017 | 16h13

Rocha Loures. Foto: Dida Sampaio/ Estadão

O ex-assessor do presidente Michel Temer Rodrigo Rocha Loures saiu na tarde desta quarta-feira, 7, da Superintendência da Polícia Federal em Brasília com destino ao complexo penitenciário da Papuda. Flagrado correndo com uma mala recheada com R$ 500 mil entregues por executivos do Grupo J&F, Rocha Loures estava preso na PF desde sábado, 3.

A Polícia Federal informou na manhã desta quarta-feira, 7, que a defesa do ex-assessor do presidente Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures, apresentou um pedido protocolado no Supremo Tribunal Federal no qual solicita acesso integral aos autos da operação Patmos 48 horas antes da oitiva do peemedebista. Segundo a PF, o ministro Edson Fachin ainda não decidiu a questão, mas encaminhou ao PGR para urgente manifestação.

Por conta dessa solicitação, o depoimento de Rocha Loures foi cancelado. Não há previsão de nova data até o momento.

 

Mais conteúdo sobre:

operação Lava Jato