PF faz buscas no Rio contra grupo que fraudou licitações de hospitais federais e movimentou R$ 100 milhões

PF faz buscas no Rio contra grupo que fraudou licitações de hospitais federais e movimentou R$ 100 milhões

Operação Ossobuco, deflagrada nesta quinta-feira, 11, vasculha sete endereços de investigados em esquema de direcionamento de processos de concorrência viciados por meio do uso de siglas para aquisição de materiais de neurocirurgia e ortopedia

Redação

11 de março de 2021 | 08h33

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta, 11, a Operação Ossobuco para investigar indícios de direcionamento e superfaturamento em contratos firmados com empresas responsáveis pelo fornecimento de materiais de neurocirurgia e ortopedia a hospitais federais sediados no Rio de Janeiro.

Cerca de 30 policiais federais cumprem sete mandados de busca e apreensão na zona oeste da capital fluminense. As ordens foram expedidas pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

A ação apura supostos crimes de organização criminosa, peculato, fraudes em licitação e lavagem de dinheiro.
Segundo a PF, foram verificados indícios de direcionamento em procedimentos licitatórios em hospitais, por conta da utilização de siglas.

“Os recursos públicos federais, sob suspeitas de irregularidades, somam mais de R$ 3,5 milhões, tendo as investigadas movimentado mais de R$ 100 milhões em suas contas bancárias, inclusive por meio de sucessivos e milionários saques em espécie”, informou a corporação em nota.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.