PF flagra passageiros com cocaína oculta em sutiã, body e embalagens de bombons em Cumbica

PF flagra passageiros com cocaína oculta em sutiã, body e embalagens de bombons em Cumbica

Uma surinamesa, um nigeriano e um brasileiro, que embarcavam em voos internacionais, foram presos em ações distintas no Aeroporto Internacional de São Paulo e responderão por tráfico internacional de drogas

Redação

23 de novembro de 2021 | 14h09

Droga estava escondida dentro de embalagens de 857 bombons. Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal prendeu na madrugada desta terça-feira, 23, três passageiros com quase 30 quilos de cocaína no Aeroporto Internacional de São Paulo. A droga estava escondida em sutiã, em preservativos, em embalagens de bombons e em colete. Os três suspeitos, que embarcavam em voos internacionais, serão apresentados à Justiça Federal e responderão por tráfico internacional de drogas.

Foto: Polícia Federal

Na primeira ação, os policiais foram acionados por funcionários que atuam junto ao controle migratório ao perceberem que uma passageira de 45 anos, natural do Suriname, ocultava algo sob as vestes. Ela embarcaria em voo para Addis Ababa, na Etiópia, com conexão para os Emirados Árabes. Após a revista, foram encontrados 14 preservativos contendo cocaína diluída dentro de um sutiã e, na região abdominal, em um body, quatro volumes de cocaína embalada a vácuo. Ao todo foram quase seis quilos da droga. 

Foto: Polícia Federal

Em outra ação, realizada pela equipe do K9, da Receita Federal, uma mala despertou o interesse dos cães de faro. Após solicitação das imagens por raio-x, foi encontrada uma grande quantidade de substância orgânica compactada. O passageiro foi localizado junto aos portões de embarque e conduzido pelos policiais federais para a delegacia, onde a substância suspeita foi identificada como cocaína. Ao todo foram quase 17 quilos da droga ocultos dentro de embalagens de 857 bombons. O suspeito é natural da Nigéria, mas ingressou no País em 2014 e possui Registro Nacional de Estrangeiros. Ele pretendia embarcar para Enugu, na Nigéria.

Foto: Polícia Federal

A última ação foi no saguão de embarque, na área onde há a fiscalização dos passageiros junto aos balcões de check-in, quando os policiais federais perceberam que um homem havia feito o procedimento e não se dirigiu ao embarque. Como ele não havia despachado bagagens, foi monitorado e, ao embarcar na aeronave, teve sua bagagem de mão submetida aos cães de faro, que demonstraram interesse pelo conteúdo da mala. A mochila foi aberta e os policiais encontraram mais de sete quilos de cocaína dentro de um colete de nylon. O suspeito, um brasileiro de 26 anos, foi conduzido à delegacia e preso.

Tudo o que sabemos sobre:

Polícia Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.