PF espera decisão de juíza sobre Lula no enterro do neto

PF espera decisão de juíza sobre Lula no enterro do neto

Na avaliação de agentes federais, a segurança do ex-presidente só será garantida se a homenagem a Arthur Araújo Lula da Silva, que morreu nesta sexta-feira, 1, vítima de meningite, ocorrer em um lugar fechado

Leonêncio Nossa/BRASÍLIA

01 de março de 2019 | 16h45

Lula. Foto: AP Photo/Andre Penner

A Polícia Federal aguarda decisão da Justiça sobre pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que possa deixar a prisão e acompanhar o velório do neto Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos. O menino morreu nesta sexta-feira, 1, em decorrência de meningite num hospital em Santo André.

Setores da polícia esperam que, caso a Justiça autorize a saída do ex-presidente da Superintendência de Curitiba, onde está preso desde abril, a decisão leve em conta o modelo estabelecido pelo ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, no caso da morte de Genival Inácio da Silva, irmão do ex-presidente, em janeiro. Pela decisão de Toffoli, Lula só poderia se encontrar com familiares numa unidade militar.

Na avaliação de agentes federais, a segurança de Lula só será garantida, agora, se a homenagem ao neto por parte do ex-presidente ocorrer em um lugar fechado. Eles consideram um risco o ex-presidente ir ao cemitério ou outro local de acesso ao público – especialmente de militantes do PT e partidos adversários.

Lula foi informado da morte do neto por Sandro Luis, que teve autorização da Polícia Federal para conversar por telefone com o pai.