PF entregará a museu obras de arte confiscadas de Renato Duque

PF entregará a museu obras de arte confiscadas de Renato Duque

Acervo foi apreendido na casa de ex-diretor de Serviços da Petrobrás, preso pela Operação 'Que País é esse?', nova etapa da Lava Jato

Redação

18 de março de 2015 | 16h29

Foto: Polícia Federal

Obra de arte apreendida na casa de Duque. Foto: Polícia Federal

Por Ricardo Brandt, enviado especial a Curitiba, Julia Affonso e Fausto Macedo

A Polícia Federal entregará, na quinta-feira, 19, ao Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba/PR, obras de arte apreendidas na casa do ex-diretor de Serviços da Petrobrás Renato Duque. Ele foi preso na 10ª fase da Operação Lava Jato, batizada de ‘Que País é esse?’ na segunda-feira, 16.

Foram apreendidas 131 obras com Duque e outras 8 na casa do lobista Adir Assad. A Polícia Federal não tem a estimativa do valor do acervo confiscado de Duque, que tinha obas dos artistas Djanira, Alberto Guignard, Heitor dos Prazeres, Agostinho Batista de Freitas, Antonio Poteiro e Yara Tupynambá. Perícias serão realizadas para confirmar a autenticidade dos objetos.

 

Para os investigadores da Lava Jato, Renato Duque é o elo do PT com o esquema de desvio de dinheiro na Petrobrás. O protagonismo de Duque foi reafirmado na última terça-feira (10) pelo o ex-gerente executivo da Diretoria de Serviços da Petrobrás Pedro Barusco em depoimento à CPI.

O ex-diretor Renato Duque foi preso pela segunda vez nesta segunda feira, 16. Na primeira vez, em novembro do ano passado, ele questionou a seu advogado, por telefone: “Que País é esse?”. A frase batizou a décima fase da Operação, deflagrada nesta segunda feira, 16.

____________________________

VEJA TAMBÉM:

Especial de 1 ano da Operação Lava Jato

____________________________

Tudo o que sabemos sobre:

operação Lava JatoRenato Duque