PF e Promotoria põem Operação Pacto contra cartel de cegonheiros

PF e Promotoria põem Operação Pacto contra cartel de cegonheiros

Força-tarefa em parceria com órgão antitruste do governo executa nesta quinta, 17, dez mandados de buscas em empresas que teriam se ajustado para fixar artificialmente valor do frete de carros 0 km

Pepita Ortega e Fausto Macedo

17 de outubro de 2019 | 08h00

Operação Pacto. Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta, 17, a Operação Pacto, para apurar a formação de um cartel envolvendo ‘cegonheiros’, empresas de transporte rodoviário de veículos novos.

Cerca de 60 policiais cumprem dez mandados de busca e apreensão em cidades de quatro Estados – Santo André (SP), São Bernardo do Campo (SP), Serra (ES), Betim (MG) e Simões Filho (BA).

A ação é realizada em conjunto com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de São Paulo e com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica.

Segundo a PF, a investigação identificou um ‘acordo anticompetitivo’ que fixava artificialmente o valor do frete dos veículos 0 km e dividia o mercado entre os participantes do cartel.

Operação Pacto. Foto: Polícia Federal

“A estratégia adotada elimina a livre concorrência e impede a entrada de novas empresas no mercado, o que eleva substancialmente o valor do serviço”, anotou a corporação.

A Polícia Federal indicou que os investigados podem responder por crimes contra a ordem econômica e de organização criminosa, cujas penas, somadas, podem chegar a 13 anos de prisão.

O nome da operação faz referência ao acordo anticompetitivo entre as empresas envolvidas, indicou a PF.

Operação Pacto. Foto: Polícia Federal

Operação Pacto. Foto: Polícia Federal

Tudo o que sabemos sobre:

CartelPolícia Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: