PF e FBI prendem israelense que movimentou US$ 15 mi em esquemas na Darkweb

PF e FBI prendem israelense que movimentou US$ 15 mi em esquemas na Darkweb

Segundo a Polícia Federal, ele era 'responsável por administrar sítio na Darkweb utilizado para a prática de crimes online e foi preso no aeroporto de Paris'

Luiz Vassallo e Fausto Macedo

07 de maio de 2019 | 15h31

Foto: PF

A Polícia Federal e o FBI prenderam nesta segunda, 6, um israelense que reside em Brasília, sob a suspeita de movimentar US$ 15 milhões decorrentes de crimes praticados na internet e na Darkweb – rede subterrânea e criptografada acessada por meio de navegadores específicos.

Segundo a PF, ele era ‘responsável por administrar sítio na Darkweb utilizado para a prática de crimes online e foi preso no aeroporto de Paris’. “Simultaneamente, foi realizada busca na sua asa em sua casa, no Lago Sul, em Brasília”.

Foto: PF

“Apreensão de 200 mil reais e equipamentos eletrônicos”, diz a PF.

Em outra busca, em outubro de 2018, segundo a PF, ‘foi apreendido R$ 1 milhão em espécie (moeda estrangeira e reais) na residência dele em Brasília, além de notebooks e smartphones’.

“A ação conjunta também apreendeu o domínio na internet utilizado nas práticas criminosas, importante ação repressiva aos mercados clandestinos que operam na Darkweb”.

Foto: PF

A PF diz que ‘crimes como tráfico de drogas e armas, pornografia infantil, entre outros eram praticados pelos sites foram monitorados’.

Tendências: