PF e FAB interceptam aviões e apreendem 1 tonelada de cocaína

PF e FAB interceptam aviões e apreendem 1 tonelada de cocaína

Ações foram realizadas em Mato Grosso e em Mato Grosso do Sul e fazem parte da Operação Ostium, deflagrada pela Força Aérea Brasileira para coibir ilícitos transfronteiriços

Redação

03 de agosto de 2020 | 11h39

A Polícia Federal apreendeu mais de uma tonelada de cocaína e prendeu em flagrante três homens responsáveis pelo transporte da droga por meio de aviões na tarde deste domingo, 2. As ações foram desencadeadas no interior do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul, contando com apoio da Força Aérea Brasileira e fazendo parte da Operação Ostium, deflagrada pela força militar para coibir ilícitos transfronteiriços.

PF e FAB encontraram uma tonelada de cocaína em aviões interceptados em Mato Grosso e em Mato Grosso do Sul. Foto: PF

Na primeira ocorrência, um avião monomotor foi interceptado e recebeu ordem para realizar pouso obrigatório em Rondonópolis, em Mato Grosso. Após a abordagem realizada pela PF, com apoio do Grupo Especial de Fronteiras, foram encontrados no interior da aeronave cerca de 470 kg do entorpecente. Dois homens que pilotavam o avião foram presos em flagrante pelos policiais federais.

Já em Mato Grosso do Sul, um avião bimotor foi interceptado em Três Lagoas, recebendo ordem de pouso. O aterrissagem acabou ocorrendo nas proximidades da cidade de Dourados. A bordo, os policiais federais encontraram cerca de 540 kg de cocaína. O piloto também foi preso em flagrante com o apoio da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul.

Segundo a PF, ambas as ações foram efetuadas a partir de dados de inteligência colhidos em investigações da PF e compartilhados com a FAB para que fossem executadas as medidas de identificação e localização das aeronaves que estavam com a droga.

As aeronaves apreendidas , após os trâmites legais, poderão ser utilizadas no combate ao tráfico de drogas, informou a corporação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: