PF devolve para a Colômbia acusado de lesar 28 mil na pirâmide

PF devolve para a Colômbia acusado de lesar 28 mil na pirâmide

Colombiano investigado por crime contra a economia popular em seu País se passava por 'cidadão brasileiro' e estava preso em Natal desde 2015; no fim de semana, foi entregue a policiais de Bogotá para extradição

Pedro Prata

11 de março de 2020 | 06h41

Foto: Pixabay

A Polícia Federal no Rio Grande do Norte realizou no último fim de semana a extradição de um cidadão colombiano que havia sido localizado e preso na capital potiguar em 2015, por força de um mandado de prisão expedido pelo Supremo Tribunal Federal. Ele foi entregue aos policiais da Colômbia no Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro, em São Paulo (Guarulhos/Cumbica).

O extraditado responde a processo em seu país por crime contra a economia popular onde é acusado de lesar cerca de 28 mil investidores de um esquema nos moldes de pirâmide financeira.

Na época da sua prisão, o colombiano também acabou sendo autuado em flagrante por crime de falsidade ideológica, o que resultou na sua condenação no ano seguinte pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte.

Segundo a PF, ele se passava por ‘cidadão brasileiro’ e portava diversos documentos falsos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.