PF descobre fraudes de R$ 800 mil em aposentadorias rurais

PF descobre fraudes de R$ 800 mil em aposentadorias rurais

Operação Game Over, deflagrada nesta quinta, 11, revela que benefícios eram obtidos a partir de declarações falsas de atividade; investigadores estimam ter evitado prejuízo de R$ 1,7 mi

Pepita Ortega

11 de abril de 2019 | 19h49

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 11, a Operação Game Over, com o objetivo de apurar fraudes no INSS em Carolina, município do Maranhão localizado à margem direta do Rio Tocantins. Aposentadorias eram obtidas mediante a apresentação de declarações de exercício de atividade rural falsas, causando prejuízo de aproximadamente R$ 810 mil.

Cerca de 18 policiais federais cumpriram três mandados de busca e apreensão em Teresina e em Filadélfia, no Tocantins. A ação contou com a participação da Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária (COINP).

Segundo a investigação, um ex-dirigente do Sindicato dos Trabalhadores de Filadélfia preparava documentos falsos para que moradores do município solicitassem aposentadorias rurais.

Um servidor do INSS facilitava a concessão dos benefícios, aponta a polícia.

O sigilo bancário e fiscal dos investigados foi quebrado e o servidor foi afastado temporariamente da função pública.

A PF estima que a investigação evitou um prejuízo de R$1,7 milhão aos cofres públicos, conforme dados levantados pelo Instituto Nacional do Seguro Social.